Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Instalação’

olá amigos, essa é mais uma daquelas dicas que realmente valem a pena, guardar. Quem me passou foi o professor Rafael Nink, da equipe do MEC que produz e avalia o Linux Educacional, mas testei no Big Linux (yes!) e deu certo.

Uma das vantagens do Linux Educacional, para alguns é que nele já vem pré-instalados alguns conteudos livres do MEC, como por exemplo:

  • obras literárias completas (de autores nacionais como Machado de Assis) exportadas do Portal Domínio Público, em torno de 2583 obras. Já imaginou ler os clássicos da literatura nacional direto do computador, sem custos?
  • hinos nacionais (Bandeira, Republica, Nacional, Independência em Mp3)
  • Todos os DVDs da TV Escola (Ensino Médio, Salto Para o Futuro, Ensino Fundamental etc) em torno de 530 videos.

Agora, como faço para ter isso na minha máquina com o Big Linux ou Linux Educacional?

Primeiro é preciso baixar o pacote Edukativo.deb no site oficial do Linux Educacional (http://linuxeducacional.com/pacotes/edukativo.deb).Clique no link ao lado que automaticamente, irá perguntar se deseja fazer o download do arquivo. Baixe para seu computador com Linux.

Com o botão direito do mouse clique em instalar usando o Kget ou Debian menu (instalar) e confirme. Vai aparecer uma tela do Konsole como mostra a figura abaixo.

tela de instalacao do painel edukativo MECDepois o programa (painel eduKativo) vai estar dentro do Menu K. Clique nele e aparecerá uma tela, para escolher o que deseja salvar no seu PC (neste caso precisa ter internet, pois ele vai procurar direto no repositório (site) do MEC, o que voce deseja.

tela principal do Edukativo
Pronto, ja pode baixar o que quiser do MEC. No meu caso, por exemplo, eu baixei os hinos nacionais pelo painel e automaticamente, poucos minutos depois, já estavam no meu menu k. Não é fácil?

Somente um detalhe, caso o arquivo não abra direito, edite o menu K e verifique se tem o programa específico. Por exemplo, os hinos não estavam tocando, porque não tenho o VLC instalado (editor de video) mas tenho o amarok, que lê formatos MP3, então alterei de VLC para Amarok no menu K e os hinos estão tocando normalmente.

Da mesma forma, com o DVD escola. ou instala o VLC ou edita o arquivo para abrir com o reprodutor de video que tem instalado na sua máquina.No caso de obras literárias, todas vem em formato PDF.

Ai, você me pergunta: mas depois de instalado, onde encontro este “tesouro”? De fato, como alertou o Cristiano Maia, (brigadinha) nos comentários abaixo, no painel Edukativo não existe indicação do local, onde são guardados os pacotes depois de baixados. Além do que o Big sudo instala de forma tão rápida, que somente o herói americano Flash (eca!) seria capaz de ler. “Sim, mas não contavam com minha astúcia!” rsrsr

Descoberto o mistério: No caso dos hinos, ele cria um icone no menu K, moleza de encontrar. Já no caso das obras literárias, ao instalarmos, este cria uma nova home com nome Conteudo MEC, e dentro uma pasta chamada DP (dominio público), assim, à medida que vamos baixando outras obras, vai diretamente para a pasta: /home/ConteudoMEC/dp como mostra a figura abaixo:

homeconteudomecNo meu caso, eu baixei obras de 3 autores: Adelina Vieira, Adolfo Caminha e Silvino Lima. Da mesma forma os videos educativos ficam localizados em home/ConteudoMEC/TVEscola. Eu baixei o video de Geografia (o menor) e tive a grata surpresa, de perceber que no pacote vieram 30 videos curtos de 2 minutos, sobre cidades brasileiras, destacando-se a noiva desposada do Sol, a bela, quente e desprezada Fortaleza.

Qualquer duvida, manda um help via email.E não deixem de conhecer o blog do Professor Rafael Nink, tem sempre dicas ótimas como esta. http://rafaelnink.com/blog

Read Full Post »

Você, professor do LIE, que está pensando em trocar seu sistema operacional Kurumin 7.0 mas ainda não se decidiu porque suas máquinas são muito antigas ou porque o departamento de TI da Secretaria de Educação te abandonou à mingua?… Seus problemas acabaram….

É isso mesmo! Depois de uma semana estudando coletivamente, outras distros (vide post anterior) o otimismo e o bom humor predominou nas duas oficinas realizadas com professores de Fortaleza (Ser-1), sem contar o sem número de emails de pessoas interessadas em participar. Bom, o fato é que os professores participantes se comprometeram a instalar em suas escolas e testar o Big Linux (experiência piloto) para quem sabe futuramente ser replicado para outras escolas.

Agora, se você não quer esperar para conhecer suas vantagens, continue lendo esse post e descubra porque usar o Big Linux como padrão, em casa, no escritório, na escola, numa casinha de sapê e abandonar de vez, o Tio Bill e suas janelas.

Parafraseando Matrix: você tem duas escolhas: a pílula azul (a ilusão) ou a vermelha (a liberdade de conhecimento)? Eu, como Neo escolhi a vermelha. Coincidência ou não, a tela padrão do Ruindow$ é azul (rsrsrsr).Se antes o Kurumin me deu esperanças de um futuro melhor, o Big Linux me sacudiu. Foi amor a primeira vista! Neste post (quase um artigo), coloco alguns motivos pessoais para ser grande e livre!

  1. É um software livre (precisa dizer mais? Você tem todas as liberdades possíveis: de rodar o programa para qualquer finalidade; de acessar o código-fonte para estudar como o software funciona; de fazer cópias e distribuí-las; e se puder, melhorar o software, liberando as alterações para a comunidade.)
  2. É legal. A pirataria é um câncer dentro de nossa sociedade, sendo que o software livre é o remédio.
  3. Facilidade de instalação e configuração. Talvez a única dificuldade na hora da instalação seja o particionamento do HD (vem com o Gparted idêntico ao Kurumin 7,0), mas o resto qualquer iniciante tira de letra. Minha filha de 14 anos instalou sem problemas, sem chaves codificadas e outras coisas que só existem no Tio Bill. Isso derruba a tese do “difícil”, que somente os “nerds” evoluídos são capazes de usar Linux. Pura intriga da oposição.
  4. É gratuito, com download pela internet o que contribui para a inclusão digital de comunidades carentes de recursos e informação.
  5. Aparência limpa, agradável e totalmente personalizável. Vem com diversos temas, papeis de paredes e possibilidades de customatização quase infinitas, etc…
  6. Diversos editores e reprodutores de audio e video: Vem com o Amarok, Audacious, Kaffeine, Sm Player, audacity, conversor de vídeo (ufa!!) o que significa som funcionando redondinho (nada mais de cds travando, mp3 que não abrem, sites mudos e afins). Sabe aquela rádio que só existia na internet e você não conseguia ouvir? Pois eh, esse problema também acabou, pois o Big Linux traz uma streamtuner (um mix de radios online) além de suportar as rádios tradicionais. (Eu por exemplo, estou escutando uma radioweb dos anos 80 do arco da velha)
  7. Reconhecimento automático de diversos hardwares (Plug and Play). já imaginou perder o Cd de instalação de sua impressora HP? Pense na dor de cabeça e tempo. (Time is money baby!). Com o Big basta conectar a impressora na porta e pronto, já pode imprimir, pois apresenta uma ampla biblioteca de drives já embutido.
  8. Facilidade para acessar o CD, disquete e pendrive (não precisa de senha de root para abrir ou ter que montar e desmontar o CD). Basta colocar a mídia, por exemplo CD na bandeja, que já pergunta, o que deseja fazer.Muito fácil.
  9. Manual em português já embutido nele, sem ter links escondidos para acessar somente pela Web.
  10. Suporte bem estruturado, acessível e atuante por meio de fórum na web, sendo que o cadastro é gratuito. Até o presente momento, existem cerca de 5.000 usuários cadastrados. Todavia, estima-se não seja nem 5% dos usuários atuais.
  11. Funciona bem em maquinas antigas com 256 Mb de memória (sem os efeitos 3D). Testamos durante uma semana, e nada de pcs travando ou reiniciando sozinho.
  12. Inovador, original, pois foi o primeiro SO a apresentar efeitos 3D no Destokp.
  13. Diversos programas pré-instalados destacando: OppenOffice (3.0), Gimp (3.6), KDE (3.5.10), KPDF (para ler seus arquivos PDF), Ark (descompactador de arquivos), Dicionário, diversos players de audio e video ,  emuladores como wine, comunicadores como Amsn (para teclar com seus amigos), jogos diversos..Enfim, são tantos, melhor instalar e descobrir não? Sempre apresentando duas opções de usabilidade, por exemplo, para navegar na internet posso usar tanto o Firefox como o Opera, Para conversar posso usar o Pidgin (antigo Gaim) ou o Amsn, e assim por diante, além do que todos os programas e seus menus estão em português (nem todos tem esse cuidado), o que ajuda muito aqueles que só dominam bem ou mal nosso amado português.
  14. Wine instalado: roda a maioria dos programas gerados para o Windows. (Se bem que acho que nem vai precisar!)
  15. É leve, consumiu apenas 4 GB de espaço no disco, mesmo com todos os programas instalados  além do Gcompris, Tuxpaint e Tuxmath que instalei depois. E olhe que não falei nem a metade, antes que este post se transforme numa revista. O interessante é que diferentemente de outros sistemas operacionais, não é uma cópia do Kurumin (com seus atrativos e bugs) com nova roupagem, pelo contrário tem alma própria.Além do que tem a opção de na hora da instalação, desistalar o software que achar desnecessário.
  16. Painel de controle rico e funcional. Aqui pode-se resolver quase 100% de seus problemas com poucos cliques.
  17. Facilidade de instalação de programas pelo Synaptic. Nem todos sentem facilidade de usar o Konsole (aquela tela preta) assim pode-se instalar programas facilmente pelo modo gráfico,sem contar que utiliza os repositórios (arquivos) do Ubuntu, o que significa que seus programas estarão sempre estão atualizados na última versão.
  18. Equipe de mantenedores unida e coesa: diferente de outras distribuições que funcionam na base do “exercito de um homem só”, o Big possui uma equipe preocupada em melhorar o sistema.
  19. Segurança: livre-se das constantes atualizações de anti-virus e afins
  20. Funciona pelo live-CD (ou seja, nem precisa instalar para conhecer). Basta colocar o CD na bandeja e reiniciar a máquina.
  21. Flash e o Java já instalados, o que significa que pode assistir seus vídeos favoritos no you tube (inclusive baixa-lo para sua máquina), visitar sites com animações, ou mesmo acessar seu internet banking (eu usei o Banco do Brasil) sem problemas.
  22. Novos recursos: Máquina virtual, gravação do Destokp, conversor de video, configurador de pacotes debian, são alguns atrativos que podem ser usados a favor da educação de qualidade.
  23. O mais importante: é genuinamente “tupiniquim”, brasileiríssmo, contribuindo assim para a produção e independência tecnológica nacional.

Ta esperando o quê? Faça agora mesmo o seu Download pelo site oficial.(http://www.biglinux.com.br/).Agora se sua conexão é discada, ou internet na sua escola é que nem caviar, “nunca vi, nem comi, mas só ouço falar”, passe no CRP – Centro de Referência do Professor (Fortaleza-CE), procure a professora Patricia e pegue uma cópia do Big Linux versão 4.2, com os cumprimentos da Tia Sinara.

Até o próximo telefonema, ops, post.

Read Full Post »

Saudações livres… Hoje o post é para aqueles que me perguntam qual a melhor distribuição linux e eu sempre respondo: Todas. O critério de escolha sempre é o nosso cotidiano. Por exemplo, a minha realidade que trabalho nos LIEs – Laboratorios de Informática de Fortaleza são de máquinas não tão novas, com pouca memória. Atualmente utilizamos o Kurumin (que como ja postei no tópico anterior morreu mesmo). Estou testando outras distro (mas isso fica para outro post).  Até que gostaria de testar o Ubuntu 8.10 e/ou Linux Educacional (recomendada pelo MEC) mas minhas máquinas não tem memória suficiente (256 MB) para isso. Então continuo estudando…

Acho mais correto, o professor testar as distros existentes no mercado (existem mais de 500), a maioria com download gratuito na internet e verificar qual melhor se adequa a sua realidade. Assim, surgiu um questionamento no fórum de discussão dos professores: Como salvar um Cd de linux que seja botável ? Ou seja que possa ser replicado noutras máquinas ?

Como diria Jack, o estripador: Vamos por partes!

Entra no site oficial da distro linux de sua preferência e faz o download Exemplo: http://www.kurumin-ng.com.br/

Geralmente, o download das distros são no formato ISO. Voltando ao exemplo do Kurumin (de fato, tenho um caso de amor com esta distro). Isso significa que vai salvar um arquivo chamado kurumin-ng-8.06.iso
Depois de esperar terminar o download (demora cerca de duas horas, dependendo da conexão) e salva em CD assim:

Gravando arquivos .ISO no programa K3B:
* Abra o programa.
* Vá ao menu: ferramentas/Gravar imagem ISO ou Queimar imagem do CD (eh a mesma coisa, depende da versão do seu K3b).
* Localize a ISO que vai gravar, escolha a velocidade (eu coloquei automático, mais alguns recomendam, colocar na velocidade mais baixa, dependendo do computador que for instalar) e mande gravar. Fácil não?

Gravando arquivos .ISO no programa Nero:
* Abra o Nero e clique em File > Burn Image.
* Localize a ISO que vai gravar.
* Clique em “Write” para gravar o CD.

Obs: Não precisa descompactar o arquivo no Windows, senão ele perde o arquivo de inicialização. Outra dica não utilize aceleradores de download, pois pode danificar o arquivo.

Pronto, você ja tem seu próprio cd bootável de linux e ja pode sair instalando por ai. Não importa a distro, importa que seja legal, livre e de preferência nacional. Inté +.

Read Full Post »

Há algum tempo atrás comentei aqui a esse respeito. O usuário final está pouco preocupado com o Sistema Operacional que tem em seu computador, o importante é que ele funcione, pouco importando se é livre ou pirata. Como trabalho em escola, com público infanto-juvenil percebo como é a febre dos comunicadores eletrônicos, em especial o MSN do Windows.  Um das formas de “catequisar”  os alunos, para o SL  é lógico, configurando algum comunicador eletrônic. No GNU/Linux, fiquei encantada com a variedade de softwares que podem utilizados para se comunicar na Internet (andei vendo mais de 20). Eis alguns que ja testei:

O AMSN: como o nome mesmo diz, é um clone do MSN. Falta alguns recursos, mas funciona normalmente para o básico, conversar, enviar e receber arquivos. Mais ainda não baixei a versão mais nova para testar. (0.98), segundo alguns artigos ja tem suporte a webcam desde a versão 0.95. Todavia, precisa instalar os pacotes TCL e o TK instáveis para rodar redondinho.

O Mercury: tem tudo que a molecada gosta, inclusive suporte a webcam. Mais retirei, pois a versão que tinha era beta e ficava travando demais.

O Pidgim (antigo Gaim) a meu ver o mais legal de todos. Tem versão tanto para linux quanto para windows. Todavia, precisa do pacote tk8.4 para funcionar direito. (Eh o que eu mais gosto :))

O Kopete : outra alternativa facil, leve e simples de instalar e configurar. Foi um dos primeiros lançamentos.

Enfim, existem outros, mas falei apenas dos que eu, humilde pedagoga nerd como diz meu amigo Lobato, conhece.

Todos fazem o que o MSN faz, menos conversar com voz,  (até fazia uma época dessas) porque nosso amigo proprietario mudou o código, ai o negócio andou para trás. Mas sinceramente, para isso ainda prefiro o Skype (que roda no Linux e Windows).

Se mesmo assim, no seu computador não tiver nenhum deles instalado, não se desespere, você pode usar o site do Meebo (www.meebo.com.br) que resolve seu problema.

Read Full Post »

Firefox 3.0: dicas básicas


O Mozilla Firefox é o navegador de internet mais moderno e flexível existente atualmente com versões para Windows, Linux e MAC. È um software livre aberto, browser que mais está crescendo em número de usuários em todo mundo, comemorando em 2008, dez anos de existência.
O crescimento deste software é tão grande, que conseguiu entrar para o Guiness Book, livro dos recordes, como o software mais baixado em 24 horas. Assim, no 18 de junho de 2008 cerca de 8.002,530 de pessoas baixaram o Firefox 3 em seus computadores, em mais de 230 países, estabelecendo um novo recorde mundial. Maiores informações no site oficial do movimento: http://www.spreadfirefox.com/pt-BR/worldrecord//?from=sfx&uid=0&t=295

Segundo Vitorio Furusho (2008), do Movimento Software Livre do Paraná, o Firefox ja teve em média 17.000 melhorias, destacando-se:
Confiabilidade: O método de armazenamento de dados pessoais, como favoritos, caches, etc foi reformulado, de modo a impedir a perda de informações em casos de deligamentos incorretos ou travamento do computador.
Proteção contra malvare: sites que reconhecidamente distribuem programas espiões são bloqueados pelo firefox. È um complemento à proteção existe contra sites fraudados, não exibindo o conteúdo do site, apenas o aviso de bloqueio.
Downloads interrompidos: Quando se fecham o firefox continuam do ponto onde pararam ao reiniciar, todavia depende do servidor original, pois nem todos permitem tal operação.
velocidade: O firefox 3 executa paginas mais complexas mais rapidamente que seu concorrente Internet Explorer e seu antecessor firefox 2.0
Memória: utiliza menos memória ram, o que significa que uma sessão pode ficar aberta mais tempo sem apresentar aumento do uso da memória.

Além destas novidades, o firefox 3.0 disponibiliza

# Evolução nos recursos para CSS (principalmente às imagens coloridas);
# O zoom das páginas agora conta com magnificador de textos e tela cheia;
# O histórico ganhou uma barra de busca para pesquisar nas páginas visitadas com mais rapidez;
# Suporte a programação de aplicativos offline;
# Gerenciador de senhas mais incrementado;
# Velocidade de navegação superior às versões antigas;
# Proteção contra phishing;
# Gerenciador inteligente de plugins;
# Barra de endereços com memória de endereços digitados;
# Animação mais moderna e elegante na transição de abas;
# Controle de pais, que filtra o conteúdo impróprio.

Eu particularmente, gostei da opção autocompletar, ou seja, basta digitar no campo de endereço, um resquício da palavra ou do endereço, que são sugeridas páginas do histórico e/ou do favoritos, muito legal mesmo… Adorei.

Segundo o site Baixaki, uma modificação já percebida nas versões Beta do Firefox 3 é referente ao mecanismo de layout, substituída pelo Gecko 1.9, que afeta a forma de renderização de gráficos e textos, melhorando o desempenho, estabilidade, simplificação de códigos e suportes aos padrões da internet (ainda mais com os desenvolvimentos da Web 2.0). Em outras palavras, aumenta a velocidade do aumento nas páginas.

A desvantagem desta mudança fica em relação à incompatibilidade do software com Windows antigos, afetando usuários do Windows 95, 98 e ME, visto que o navegador não pode ser mais instalado nestes sistemas operacionais.

O suporte ao JavaScript 1.8 também está melhorado. Isso significa uma melhor execução de funções como vídeos, Flash e muito mais. Outra modificação encontrada na nova versão do Firefox refere-se aos botões na Barra de Navegação. Para cada sistema operacional, no caso: Windows XP, Vista, Mac ou Linux, os botões para Avançar e Voltar apresentam cores diferentes.

Uma novidade que pode agradar a muitos usuários é a possibilidade de salvar o conteúdo das abas ao fechar o navegador. Até as versões anteriores, o Firefox guardava as páginas quando acontecesse erros no programa ou o computador era reiniciado, contudo se você apenas fechava o navegador, ele limpava o conteúdo das abas abertas. Agora, em qualquer ocasião, todo o conteúdo em uso poderá ser recuperado, sempre.

Para que você não precise recorrer tanto ao Histórico das páginas visitadas, a Barra de Endereços do Firefox apresenta uma característica peculiar: basta que você digite uma palavra-chave ou um trecho de uma palavra disponível no endereço que você tenha acessado e, instantaneamente, uma lista com as opções se abre para facilitar sua pesquisa. É a novidade mais interessante do software, uma vez que facilita a busca das suas páginas prediletas.

Disponível em: http://br.mozdev.org/firefox/download.html?linux

Se pretende aprender mais sobre o firefox, existe uma lista de discussão oficial disponível em www.guiadohardware.net/comunidade/v-f/38 com o objetivo de perguntar ou responder dúvidas. No fórum as perguntas e respostas permanecem, disponíveis no site, facilitando a vida de muita gente!

Read Full Post »

Apertem os cintos: a barra de tarefas sumiu!

Olá amigos, um dos principais problemas do LIE ocorrem inesperamente quando alguém desavisado sem querer deleta algum arquivo importante. Essa dica surgiu essa semana, quando um aluno (eles nunca sabem como fizeram isso) conseguiu apagar a barra de tarefas, isso mesmo aquela que tem os programas abertos, dentre outros. Por exemplo, quando eu minimizo eles desaparecem (é a barra de tarefas que foi excluída).
Para adicionar novamente a lista dos programas em execucao que fica na barra de menus (aquele linha cinza horizontal), é muito fácil adiciona-la novamente. Você só precisa clicar com o Botão Direito do mouse sobre a Barra de menus, depois Adicionar, Mini Aplicativos e BARRA DE TAREFAS. Pronto! Tudo voltou ao normal!

Read Full Post »

O Kokar: uma idéia genial

Segundo Carlos Morinoto, idealizador da distribuição Kurumin (Debian), KOKAR é um CD que contém um cache dos arquivos de instalação dos programas instaláveis através dos ícones mágicos. Você pode instalar o CD do Kokar clicando em:

Iniciar > Instalar novos programas > Copiar pacotes do Kokar para o HD

Os arquivos do kokar são copiados para a pasta /packages e /var/cache/apt/arquives e podem ser deletados depois se desejado, usando a opção “Remover” do menu de instalação. A instalação consome cerca de 700 MB de espaço no HD.

Uma vez instalado o Kokar você pode instalar os ícones mágicos sem baixar nenhum arquivo da net. Na verdade você não precisa estar nem conectado, pois o Kokar já instala também a lista de pacotes do apt-get, permitindo que você instale os programas sem precisar clicar antes no “Atualizar lista de pacotes (rodar primeiro!)”.

A principal vantagem em usar o Kokar é que você pode usar o CD em vários micros e também ao reinstalar o sistema. Com ele em mãos a instalação dos ícones mágicos fica muito mais prática e rápida.

Esse mês, a pedidos fiz um cd do Kokar com jogos educativos e programas essenciais. Gentilmente, a professora Patricia Fernandes (CRP-Fortaleza), postou esta dica de como instalar tudo de uma única vez. Ai vai o passo-a-passo:
1) Coloque o CD na bandeja para fazer a leitura
2) Abrir o Painel de Controle (click aqui)
3) Icones magicos
4) ir na guia: instalar ou gerar CD do kokar
5) clicar no botão: instalar CD ou ISO do Kokar no HD
6) Os arquivos serão copiados para o diretorio: /var/cache/apt/ archives
7) Acessar o Koqueror e localizar o diretorio: /var/cache/apt/ archives
8) Pressionar a tecla F4, abrindo uma janela do Konsole
9) identicar-se como su (super-usuario) e digitar a senha
10) Instalar os pacotes com o comando: dpkg -i *.deb

PRONTO… Os programas estarão configurados e aparecerão no seu menu K

Infelizmente, a versão 8.0 do Kurumin, ou melhor do Kubuntu (Ubuntu + Kurumin) retirou este aplicativo, que ajuda muito, principalmente aqueles que possuem Internet discada ou não tem acesso a Web.

Todavia, o Prof Paulo Francisco da UFRS, nos ensina como reverter este processo no comentário abaixo:

Read Full Post »

Older Posts »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 92 outros seguidores