Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Interdisciplinar’

O pacote Broffice

O Br Office é uma suite de escritório (conjunto de aplicativos) que contém editor de texto, planilha eletrônica, apresentações, etc. Segundo o site do projeto (www.broffice.org), “O BrOffice.org é, por enquanto, a única opção em português de um pacote de aplicativos para escritório em código aberto. Em inglês, é conhecido como OpenOffice.org – que está com uma nova versão, em fase beta, disponível na rede, mas, por questões judiciais, por aqui recebeu o nome de BrOffice.org. Distribuído pela primeira vez gratuitamente em outubro de 2001, o programa em português está em sua versão 2.4.1, tem 113 MB para download e traz seis softwares: Writer, editor de texto; Calc, de planilha eletrônica; Impress, de apresentações; Draw, para ilustrações em 3D; Math, editor de fórmulas matemáticas; e Base, para banco de dados.”
É derivado inicialmente do StarOffice, da empresa
Sun, e sua principal vantagem é ser gratuito além de ser um Software Livre, ou seja, tem código fonte aberto e versões diferentes para rodar em vários sistemas operacionais (windows, Linux, Mac). Outra vantagem é que o BrOffice abre a maioria dos arquivos do MS Office (windows). Todavia, como acontece freqüentemente com programas livres, a versão do BrOffice.org em português do Brasil foi compilada e traduzida por muitos voluntários em todo o país e portanto está sujeita a alterações, falhas e limitações. É uma excelente opção para usuarios e empresas que não dispõe de recursos financeiros para comprar o pacote Office do Windows e não querem se aventurar na pirataria.

A questão da Compatibilidade

O BrOffice.org visualiza e edita arquivos do MicroSoft Office (criados em Word, Excel e PowerPoint) com maior ou menor sucesso (mas, em geral, bastante bem) sob sistemas Windows 95, 98, Me, NT, 2000 e XP, pois: estes arquivos guardam a maior parte de compatibilidade desde a versão 6.0 e o código para abrir estes arquivos também não tem mudado muito.
Entretanto, e evidentemente, a MicroSoft protege as vendas dos seus produtos monopolistas por meio da incompatibilidade, já que a empresa opera dentro de uma filosofia de concorrência. Assim, a compatibilidade nunca será total, pois a MS não deseja isso. Em geral os documentos básicos gerados por programas proprietários podem ser lidos e trabalhados sem problemas, embora em determinadas situações possa haver alguma perda de layouts. Uma fonte de incompatibilidade são os objetos embutidos, como figuras ou planilhas inseridas em um documento de texto. Planilhas protegidas por senhas não podem ser abertas pelo BrOffice.org. Aliás, essa filosofia sempre trouxe transtornos freqüentes: foi comum documentos criados no Word do Office95 não serem lidos pelo Word do Office97, por exemplo.
Evidentemente, nesse caso o problema não é que a MicroSoft não consiga manter a compatibilidade entre seus produtos, mas que, a compatibilidade seja dificultada para forçar os usuários a comprar as novas versões ou que a adição de novos recursos realmente torne os produtos incompatíveis. Portanto, ao se adotar o BrOffice.org é melhor esquecer outros programas, pois a interoperabilidade sempre gerará problemas.
É importante lembrar que o BrOffice.org não é um MS Office gratuito, é outro programa com filosofia, recursos e métodos de trabalho próprios. Assim, ao se adotar o BrOffice.org é melhor trabalhar com arquivos no formato BrOffice.org e não com arquivos convertidos.
Entretanto, a migração para o BrOffice.org pode ser bastante tranqüila pois a aparência e os recursos dos programas principais, Writer, Calc e Impress, são muito semelhantes à de programas com funções parecidas e as mudanças nos menus não trazem muitos transtornos para os trabalhos comuns. Assim, não geram grande consumo de tempo para aprendizagem das diferenças com outros programas. Deve-se ressaltar que, como já foi dito anteriormente, a troca de arquivos com outras pessoas, empresas ou instituições continua possível, mesmo que elas usem outros programas, pois o BrOffice.org permite salvar arquivos, tais como textos, planilhas, apresentações, e em diferentes formatos, que podem ser lidos por esses programas. (fonte: http://www2.ufpa.br/dicas/open/oo-defi.htm)

Maiores informações no site do projeto: http://http://www.broffice.org/.
Este mês destacaremos principalmente o Writer, Calc e o Impress demonstrando suas aplicações na educação formal.

Read Full Post »

Para muitos o Tuxpaint é apenas um programa de desenho. Realmente foi idealizado para isso, todavia pode ser muito bem aproveitado na sala de aula, da educação infantil (antiga pré-escola)a até o ensino médio. Para os jovens artistas, o Tux Paint possui uma interface simples, tamanho fixo de tela e, para prender a atenção dos pequenos usuários, o software também oferece suporte a som e animação em diálogo. Além do pincel, paleta de cores e formas básicas (quadrados, retângulos, círculos, que podem ser girados antes de serem inseridos na imagem), o programa também traz outras ferramentas, como o carimbo, que permite o uso de algumas formas prontas (pingüins, números e sinais matemáticos para a criança colar no desenho). Há, ainda, a possibilidade de adicionar efeitos especiais às imagens. Como é direcionado a crianças, o Tux Paint conta com uma importante solução de segurança, trabalhando de uma forma diferente com os arquivos gerados. Ao salvar o desenho, nenhuma caixa de diálogo indicando o nome ou local de gravação do arquivo é aberta, para evitar que a criança tenha acesso aos dados gravados no computador. Na hora de abrir um arquivo pelo Tux, ela vê apenas as suas imagens salvas.
Com bastante criatividade, é possível criar diversas atividades no qual são trabalhas diversas competências e habilidades, como a lateralidade, esquema corporal, cores, formas geométricas, numerais, criar gráficos, tabelas, e tudo que sua imaginação desejar… Com tantas aplicações, estou preparando o Tuxpaint se torna indispensável no laboratório de informática educativa de qualquer escola.

Read Full Post »

O Gcompris é um jogo educativo completo. Com ele é possível se trabalhar diversas habilidades cognitivas. A interface é chamativa, colorida, bonita e bem chamativa, ideal para as crianças pequenas da educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental. Desenvolvido por um francês, GCompris, ou “j’ai compris” em francês, significa “eu entendi”. O menu principal apresenta as opções: jogos de tabuleiro, jogos matemáticos (soma, subtração e multiplicação até um dezena) , jogos de memória, jogos de raciocínio lógico e puzle. Na verdade, o Gcompris é uma coletânea com diversos jogos juntos onde o educando pode aprender cores, quantidades além de desenvolver diversas habilidades: raciocínio lógico-matemático, percepção, análise e síntese visual, associação, cores auxiliando e motivando o processo de aprendizagem. Basta clicar nos ícones e jogar. Todos os jogos apresentam instruções. As atividades são lúdicas e, ao mesmo tempo pedagógicas, ao todo, são em torno de 100:

  • descoberta do computador: teclado, mouse, os movimentos do mouse.
  • matemáticas: operações fundamentais, simetria, enumeração.
  • ciências: o ciclo da água, o submarino, simulação elétrica.
  • geografia: colocar os países sobre um mapa
  • jogos: quebra cabeças, xadrez, memória (destaque para a ferrovia), etc
  • leitura: prática de leitura e reconhecimento do alfabeto. (neste caso é necessário ter o pacote sound-gcompris pt-br) para funcionar corretamente
  • outro: leitura da hora, pinturas famosas sob a forma de puzzle, desenho vetorial, chat, dentre outros

Exitem algumas restrições de usabilidade: Até a versão 8.2, o programa não está traduzido para o português do Brasil (pt_BR). A tradução completa está disponível apenas para as versões 8.2.1 em diante. Por possuir inúmeras possibilidades, as crianças, muitas vezes, ficam querendo ver todos os jogos sem se fixar em nenhum. É preciso orientá-las para quais atividades devem fazer, se o professor tiver o intuito de explorar algum conteúdo. Existem alguns erros (bugs) no jogo de completar palavras.Ao abrir o programa, encontra-se o menu, trazendo as opções de temas para jogar. São elas: Atividades de Entretenimento, matemática, tabela, computador, experiências e leitura. Abaixo, encontram-se as opções:

  • Computador: Desligar,
  • Avião: Acerca do jogo,
  • Ferramentas: Configurações e
  • Ponto de interrogação: Ajuda.

Nas demais telas do Gcompris, encontra-se também os comandos:

  • Casa: volta a tela anterior,
  • Polegar: mostra se a questão está correta,
  • Dado: mostra o nível de dificuldade
  • Nota de música: repetir a pergunta

Passando o cursor sobre os ícones, aparecem as definições dos jogos. E para cada jogo, encontra-se as instruções no ponto de interrogação.

Na página oficial é possível baixar o programa tanto na versão para Linux quanto para o Windows, em mais de seis idiomas, inclusive o português do Brasil. http://gcompris.net/-pt-br- Todavia, a versão mais completa é a versão livre, justamente para difundir o uso do software livre, a versão para windows é paga (completa)

Read Full Post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 90 outros seguidores