Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Dica LIE’

Outra dica de site super fantástico! É o visiblebody: Atlas de Anatomia Humana. Nele site é possivel, encontrar fotos, mais de 1700 do corpo humano, incluindo imagens em 3D, tudo gratuito. Apesar de estar inglês, é bem lúdico e fácil de ser utilizado. Porém, é necessário fazer cadastro para entrar (é gratuito). Ideal para estudantes em geral, médicos, pesquisadores, professores, curiosos sobre o corpo humano. Muito bom.

tela do visible bodyfonte: http://www.visiblebody.com/

Anúncios

Read Full Post »

Saudações livres!

Um pedido antigo dos colegas que atuam no LIE era  “Como bloquear determinados sites para que nossos alunos não possam acessar?”. Bom, apesar de não adotar esta prática, porque acredito que o único caminho é a educação dialogica, aqui vai a dica. Alias, até prefiro que ao final das aulas, os alunos tenham “liberdade vigiada” para acessar sites de relacionamentos, chats e afins, pois assim, tenho um termômetro dos interesses juvenis.

Bom, mas voltando ao assunto do post, o firefox tem um plugin específico para esse fim, chama-se block site. Dentro do firefox aberto, clique em ferramentas, depois em complementos e na caixa aberta digite: blocksite e instale normalmente. Depois instalado, não esqueça de reiniciar seu navegador.

Para bloquear um site, volte para o menu ferramenta –> complementos –> Blocksite –> clique em preferências–> Depois basta clicar em add para bloquear o site que desejar. Se quiser também pode colocar uma senha, ai é preciso habilitar a opção Enable autentication e escolher uma senha de acesso. Pronto, ja pode bloquear o site que quiser. plugin blocksite

Outro detalhe, esta dica vale tanto para Windows e Linux, que usem o firefox, independente do linux que você adotou.

Agora, tem outra forma de bloquear lterando o arquivo hosts (assim, o usuário pensa que a página que tá com defeito). Mas achei o block site mais fácil.Quem quiser tentar, acesse o blog do Tadeu Ramos, colaborador do Linux educacional, que ensina como fazer isso pelo host!

http://tadeuramos.com.br/?p=91

Inte +!

Read Full Post »

Olá escritores, professores e educadores que atuam com tecnologias educacionais, a Revista Brasileira de Informática na Educação está recebendo artigos para publicação.

A (RBIE) é uma publicação mantida pela Comissão Especial de Informática na Educação (CEIE) da Sociedade Brasileira de Computação (SBC). É uma das mais conceituadas revistas da área, tendo conceito A (a maior) dada pelo MEC/CAPES.

A revista busca reunir os trabalhos dos profissionais e pesquisadores na área de Informática na Educação, procurando disseminar métodos e técnicas para o uso efetivo da informática no processo educativo, de acordo com a realidade brasileira.

Os principais objetivos da revista são:

  • Divulgar a produção científica dos grupos de pesquisa vinculados às instituições de ensino que trabalham com Informática na Educação;
  • Propiciar um espaço de reflexão acerca das questões do cotidiano da prática de ensino mediada pelo computador;
  • Aprofundar o conhecimento dos temas relacionados às linhas de pesquisa dos Programas de Pós-Graduação vinculados à área;
  • Estimular a produção científica em nível de graduação e pós-graduação;
  • Divulgar produtos de Informática aplicáveis à educação.
Data limite: 08/06/2009.
Mais informações no site da RBIE

http://www.sbc.org.br/index.php?language=1&subject=100

Read Full Post »

As HQs e o GNU/Linux

Saudações livres

Não é nenhuma novidade que as HQs (Histórias em quadrinhos) é diversão garantida para adultos e crianças. Também não é a toa que as grandes bilheterias do cinema na atualidade, justamente se referem as HQs adaptadas a sétima arte. Basta entrar em qualquer locadora para encontrar a trilogia do Homem Aranha, o retorno do Superman, Huck, Homem de Ferro, Garfield e outras perólas das HQs. Quem nunca leu uma tirinha que atire o primeiro lápis de cor. Enfim, na educação a HQs foram noutras épocas, consideradas subverssivas, incompatível com a “organização escolar”. O tempo passou e as ideias mudaram (Graças a Deus). Hoje as HQs são consideradas um importante instrumento educativo, um portador de texto capaz de auxiliar o professor em sala. Por exemplo, em Portugal, toda a História oficial foi transformada em HQ, o que tornou as aulas de História mais atrativas. Enfim, quem quiser se apronfudar a esse respeito, recomendo visitar o blog da professora e historiadora Natalia Nogueira , a Gibiteca (http://gibitecacom.blogspot.com/). Inclusive seu projeto homônimo foi premiado com o 3º lugar no Prêmio Professores do Brasil, oferecido pelo MEC em 2008. Vale a pena visitar e se encantar.

Mas como criar suas próprias estórias em quadrinhos ? Quem tem internet (de boa qualidade, que por aqui é raro) pode acessar sites específicos para este fim. É só montar as historinhas on line e depois salvar a imagem ou o codigo delas se for publicar em sites e blogs.

Sites que possibilitam isso gratis, apenas fazendo o cadastro:
http://www.toondoo.com/
http://www.bitstrips.com
http://www.stripcreator.com/index.php
http://www.wittycomics.com/

A professora Andrea de Carli em seu blog Informatica e Educação tem alguns tutoriais ensinando a utilizar esses sites. Acesse http://informaticaeeducacaoblog.blogspot.com/2007/06/quadrinhos.html

Uma outra sugestão para quem não tem internet ou prefere usar um software nacional é o Hagaquê. Desenvolvido como parte da dissertação de mestrado de Sílvia Amélia Bim, com auxílio de Eduardo Hideki Tanaka e a orientação da Prof. Dra. Heloísa Vieira da Rocha, no Instituto de Computação da Unicamp. Por enquanto, não existe versão pra GNU/Linux, mas é possível rodá-lo nesse sistema utilizando o Wine. Pra quem não conhece, Wine é um projeto que recria as APIs do Windows no GNU/Linux. Ou seja, ele faz o programa pensar que está rodando dentro do Windows. Não é emulação, por isso é bem rápido. Pra funcionar, você vai ter que instalar o pacote Wine no seu sistema, baixar o HagáQuê e executar o comando

wine hq1.05_install.exe (hq1.05_install.exe é a versão do HagáQuê que eu baixei aqui, se a sua for diferente, mude o nome).

Lembrando que o Wine não é a solução de todos os problemas para a incompatibilidade de softwares livres e proprietários. Pelo contrário, há alguns jogos que perdem parcialmente suas funcionalidades pelo Wine. O ideal seria que os desenvolvedores se preocupassem a com diversidade e criassem jogos educativos em Python ou Java (que tanto linux quanto windows) funcionam numa boa.

Eis a tela principal do Hagaque. Quem quiser maiores informações a respeito dese software visite a pagina oficial. http://www.hagaque.cjb.net/

Se quiser pode criar um atalho na area de trabalho (não recomendado, pois alquém pode apagar o atalho depois). Ou simplesmente editar o Menu de acesso (Menu K). Para criar o cenário, pode-se utilizar o tuxpaint (que salva as figuras em PNG) ou mesmo o Br-Office.org Impress que tanto pode salvar como fotos (jpeg), e depois importar para o Hagaque. Acima, um mini-tutorial que encontrei no You Tube sobre o Hagaque.

Email do desenvolvedor: eduardo.tanaka@ic.unicamp.br

Agora, se quiser de fato, publicar no formato de revista, pode usar o Scribus, software livre de diagramação.Enfim, as Hqs tem um potencial ainda desconhecido em sala de aula, use e abuse deste recurso. Agora, cuidado, reza a lenda que tem um carater viciante, dizem que quem começa fazem HQs nunca para. Quem vai ser o primeiro a se viciar? rsrsrs

All the best!

Read Full Post »

olá amigos… Mais uma dica daquelas simples, mas que ajudam muito no dia-a-dia. Alguns colegas me relatam por email que toda vez que vem no email com anexo, seja no formato doc ou PDF, o firefox não dá opção de abrir, apenas salvar, obrigando o usuario a salvar a sua revelia. Isso acontece porque no mundo livre existem diversos softwares para realizar a mesma atividade, assim, precisamos informar ao computador qual programa deve abrir o formato X se o Chico ou o Zé (meus programas e neurônios são brasileiros). Bom, a questão é bem simples, basta configurar seu firefox, asssim:

Com o firefox aberto clique no menu EDITAR –> PREFERÊNCIAS –> clique na aba CONTEUDO como mostra a tela abaixo, e depois em organizar:

Em seguida, aparecerá uma seleção de arquivos diferentes. No meu caso, eu ja configurei a maioria para abrir usando o Br-office 2.0 (no caso, os arquivos no formato doc (texto), XLS (planilha), PPT (slides), e PDF eu configurei para abrir usando o Acroread (como está marcado em azul)

O correto é como descrito acima, todavia, se por acaso, estiver como o nome SALVAR, basta clicar duas vezes em cima do nome salvar, para alterar, desmarque a opção salvar no computador, clique em procurar e insira o caminho que o firefox deve fazer para encontrar seu programa.

Lembrando que estou usando o Kurumin 7.0, mas na maioria das vezes, o caminho é o mesmo, no ubuntu, no linux educacional e outras distribuições baseadas no Debian. A lógica é a mesma. Os programas ficam instalados no sistema de arquivos (1), portanto, procure a pasta USR e depois BIN (2) e depois o nome do programa, neste exemplo, eu procurei o acroread (3). Observe que os programas estão em ordem alfabetica. Se fosse o Br-Office, iria procurar mais abaixo na letra B, clique em abrir  Observe se a tela ficou assim, e clique em Ok para concluir.

Feche todas as janelas e reinicie o firefox (não a máquina), ou seja, entrar e sair da net que pronto, seus arquivos não serão mais salvos e primeiro abrirão para depois vc salvar onde quiser. Até mais…

Read Full Post »

Parece um dúvida infantil, mas não é. Muita gente não sabe fazer montagens simples por não sabe mexer nos grandes editores como o GIMP (linux) ou Photoshop (para Windows). Da mesma forma, muita gente me pergunta como fazer para que um DVD simples (esses que todo mundo tem casa) possa ler uma apresentação feita no Power Point ou Br-Office Impress. Mas como? Simples, transformando em fotos, ou seja, no formato JPG, a maioria dos aparelhos de DVD do mercado ja conseguem ler sem problemas. Lógico, a apresentação vai sem som e sem os efeitos, mas já ajuda bastante. Por exemplo, o cabeçalho deste blog por exemplo, foi feito no Br-Office usando esta dica. Mas como ?

No power-point – Menu Arquivo – Salvar como –> Procurar a opção JPEG

No BR-Office Impress – Procure no menu superior a opção Arquivo e depois exportar (procurar a opção JPEG) que ele vai salvar o slide como foto, como nesta bonita montagem abaixo feita por uma aluna: 11Muito interessante, não acham? Noutro post, eu explico como fazer um video caseiro usando o Kdenlive (linux) e como fazer CDs do You Tube para assistir em casa.

Read Full Post »

Esse software é excelente para o aprendizado em tempos de internet. Ele é um programa de edição de vídeos que captura imagens da sua tela. Por exemplo: você que mostrar como se cria um link na área de trabalho do KDE. Vc inicia a gravação e, com o cursor, mostra como se faz. Comanda o término da gravação, e pronto. O que vc fez com o mouse e tudo o que apareceu na tela do monitor ficou registrado no vídeo.

Para baixar gratuitamente: http://www.debugmode.com/wink/download.php

Além do que possui versão para Windows e para Linux. Faz o mesmo que o Lotus Screen Cam, mas é gratuito. Vc pode com ele fazer apresentações, em situações de treinamento de software, por exemplo. Ou ainda enviá-lo no formato flash, via web.

Isto vai ajudar muito na difusão do linux e na educação a distância, pois quando algum colega tiver alguma dúvida, a dica pode ir na forma de vídeo. O tamanho do arquivo fica aceitável para nossa internet, e ele pode ser posicionado em alguma página pessoal, para não congestionar nossos emails.

Quem nos deu esta dica foi o Lucas do Open-Ce e Prof Edilmar (Fortaleza) por email.

Read Full Post »

Older Posts »