Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 22 de maio de 2008

Também baseado num clássico dos games, onde Tux, o pinguim símbolo do Linux tenta, no melhor estilo Mario Brothers, escapar dos inimigos utilizando saltos e outras habilidades como soltar bolas de fogo, escudo de invencibilidade dentre outras.

O menu inicial do jogo também lembra o Super Mario, com as opções muito práticas e claras: Start Game para começar um jogo novo; Bonus Levels com fases de bônus; Options com as opções do jogo; Level Editor – o modo de criação de fases; Credits com informações sobre os criadores do game; e, Quit para sair. A dica é ir em Options e ativar o modo OpenGL para melhorar os gráficos e Full Screen para jogar em tela cheia. Os controles do jogo no modo padrão não são complicados (praticamente são só as setas do teclado), mas se mesmo assim você preferir personalizá-los, vá em Keyboard Setup. Para começar a jogar, clique em Start Game. Em seguida há slots que salvam o jogo onde você parou. Na próxima tela há um mapa que “lembra algum joguinho do passado”.

A aventura se passa na Antártida e o Tux pode fazer praticamente tudo o que o Mario fazia. Um dos pontos negativos do game é que você não pode voltar na fase. Então, se você pular numa caixa e surgir um “ovo” – em uma analogia, um cogumelo no Mario – e ele seguir para o lado esquerdo, tome muito cuidado para a tela não “passar”.

Outra desvantagem que deve ser ressaltada é o modo de edição de fases (Level Editor). Ele é muito interessante, porém um pouco complicado. Demora para aprender a mexer em todas as opções e ter um pouco de controle sobre o que você quer fazer nas fases. Mas com um pouco de paciência qualquer um cria seus níveis.

Apesar de não ser considerado por muitos um jogo educativo, trabalha a concentração, a coordenação motora fina, a agilidade, a percepção visual e a destreza do educando. A partir dos 7 anos de idade. Também existe nas duas versões: linux e Windows.

Dica: Pegue tudo que estiver a sua frente, corra da esquerda para a direita, pule em cima dos inimigos, tome cuidado para não cair nos precipícios, colete moedas e brindes que tornam seu personagem maior e com poder de atirar fogo. Assim, conseguirá atravessar (pular o muro), indo para outra fase seguinte.

O Super Tux é suportado pelos sistemas Linux, Windows, Mac OS X, FreeBSD, BeOS, entre outros. O jogo também vai transformado para GP2X, Pocket PC e PlayStation Portable (fonte: Wikipédia).

Página oficial: http://supertux.lethargik.org/

Anúncios

Read Full Post »

Apresenta o mesmo estilo do clássico jogo do videogame Atari, Missile Command, ou seja, impedir que as bombas atinjam as construções de uma cidade sob ataque. No entanto, o interessante do jogo é a capacidade de divertir ensinando a tabuada de forma lúdica, pois as bombas só serão destruídas se o jogador acertar contas aleatórias. A dificuldade vai crescendo à medida que o nível aumenta. No menu opções pode-se escolher entre tabuada de somar, subtrair, multiplicar ou dividir. Há também a possibilidade de mesclar as operações ou escolher apenas uma delas. É bem simples, a criança digita o número correspondente a resposta da conta proposta, por exemplo 4 x 3, digita a resposta (12) e aperta o ENTER. Se tiver certa, dispara-se um raio laser diretamente na bomba (conta), destruindo-a, se errada, o raio vai em outra direção, e sinto muito, será uma construção a menos na cidade, deixando o Tux bem chateado. Possui vesão tanto para linux quanto para Windows.

Dica: Apertando o P de pause, pode pausar o jogo para dar tempo das crianças pensarem. Na opção speed pode-se diminuir a velocidade das contas (Eu recomendo velocidade 10). A cada vitória, muda-se o cenário e a rapidez das contas. ESC para sair do jogo.

Read Full Post »